Artigos

Tinta ou Revestimento?

Uma das maiores ilusões no ramo da construção civil dá-se no campo dos revestimentos. Isso porque, a nível de acabamento, a escolha do material normalmente é feita por leigos – os proprietários de imóveis e síndicos de condomínio que, por falta de conhecimentos técnicos, ficam sujeitos a propagandas facciosas ou à lábia de vendedores que só estão interessados na venda de determinados produtos e nas respectivas comissões.

O que precisa ser entendido, de uma vez por todas, é que o revestimento das paredes externas não tem apenas função decorativa, mas tem outras, como a de impermeabilizar, a de ser resistente à abrasão, protegendo assim os serviços executados antes dele, ou seja, o próprio patrimônio investido.

Para que uma tinta de parede externa tenha essas funções, é necessário, entretanto, que a matéria-prima utilizada em sua fabricação seja de boa qualidade, e que o teor de resina seja maior do que 20% e é claro que, com isso, o custo da tinta encarecerá. Esse custo porém, é relativo, porque as funções e a durabilidade que esse produto aparentemente mais oneroso, virão a ter, farão com que o custo/benefício seja mais vantajoso do que o de um produto de função simplesmente decorativo e que não dura, normalmente, nem um ano.

O mais espantoso é que uma tinta, utilizada sem eficiência num determinado prédio, é posteriormente utilizada também nos prédios que se localizam na frente e nos lados daquele, e o que é pior, às vezes no próprio prédio, onde já foi usada sem dar bom desempenho.

Para que essas falhas sejam corrigidas, é necessário que os técnicos da área, engenheiros e arquitetos, ao especificarem uma tinta levem em consideração os seguintes fatores: a aderência a todos os materiais de construção, a flexibilidade, o poder de cobertura, a facilidade de limpeza, a resistência à radiação solar, a resistência à abrasão, a resistência à alcalinidade da argamassa e do concreto e ser impermeável às águas projetadas, entre outras, pois, só assim, se terá certeza de ter um bom desempenho. Além disso, devem esmerar-se em esclarecer aos consumidores de tintas e de vernizes esses fatores, ao invés de se preocuparem com o menor custo.

Esta vem sendo a preocupação da TEXSA em muitos anos, ou seja, a de oferecer o melhor produto, não medindo esforços na luta para conscientizar os consumidores do desempenho dos materiais de revestimento.